Levantamento topográfico: saiba o que é e quais são os tipos

Stefano Caterina - Diretor de Operações e Comunicação, Maply
May 30, 2022

O levantamento topográfico costuma ser uma das primeiras etapas antes de se iniciar uma obra. Afinal, é preciso compreender com exatidão todas as características do terreno antes de iniciar qualquer projeto. 

No entanto, não existe apenas um tipo de levantamento topográfico e, por isso, é tão importante compreender as diferenças entre cada um deles, quais tipos de informações podem ser levantadas e qual será a modalidade mais adequada para a sua obra.

Quer entender melhor sobre o assunto? A gente te explica detalhadamente o que é levantamento topográfico, quais são os seus tipos, por que fazê-lo, como é feito e quais profissionais são habilitados para realizar esse serviço. Acompanhe!

Entenda o que é um levantamento topográfico

O termo levantamento topográfico refere-se à medição e representação, através de uma planta ou carta, das características de um terreno. Esse levantamento ocorre por meio de uma série de medições e análises acerca dos pontos na superfície terrestre. 

De forma resumida, o levantamento topográfico consegue identificar uma série de informações sobre um terreno, como o seu perímetro, variação de relevo, orientação espacial, curvas de nível, elementos presentes no local e acidentes geográficos.  

Sendo assim, essa análise leva em consideração os objetos naturais e artificiais presentes em uma determinada área, como árvores, vegetação em geral, muros, divisas, ruas, lagos e rios, calçadas, postes, dentre outros. 

No entanto, não são todos os tipos de levantamento topográfico que conseguem identificar esses elementos. Em alguns casos, é possível identificar apenas objetos 2D presentes na área analisada, enquanto que em alguns tipos de levantamento topográfico é possível identificar as dimensões 2D e 3D. Mas voltaremos a falar sobre isso mais adiante. 

Vale ressaltar que o levantamento topográfico também é utilizado para o georreferenciamento de imóveis rurais, assim como para projetos de sistematização, açudagem e estudos de área. 

Quais são os principais tipos?

Existem três tipos de levantamento topográfico, chamados de planimétrico, planialtimétrico e altimétrico. Todos eles possuem a mesma função, que é a mediação e a representação de um terreno, no entanto, eles se divergem quanto à dimensão analisada e capacidade de informações que podem ser coletadas.

Isto é, no levantamento planimétrico é levado em consideração apenas as dimensões 2D de uma superfície, como muros, construções e divisas. Por outro lado, o levantamento topográfico planialtimétrico, é capaz de mensurar todas as características 2D e 3D de uma área. 

No levantamento topográfico altimétrico é analisado o grau de declividade de um terreno, ou seja, o quão inclinado é a superfície de um terreno. Esse tipo de levantamento é muito importante já que quando um local é muito inclinado, é necessário ter informações precisas quanto à área para que não ocorram erros graves e problemas futuros na obra.

Normalmente, o levantamento topográfico planialtimétrico é muito utilizado para projetos de obras de novos empreendimentos. Isso se dá graças aos resultados que esse tipo de análise consegue obter quanto às informações de uma região. Esse tipo de levantamento também costuma ser exigido pelos órgãos de fiscalização.   

Por que fazer um levantamento topográfico?

Como já havíamos mencionado anteriormente, o levantamento topográfico costuma ser o primeiro passo para iniciar um projeto de obra, já que ele serve como base para o trabalho de engenheiros e arquitetos durante diferentes etapas de uma construção. 

Em muitos casos, o levantamento topográfico é feito antes mesmo de um empreendedor ou uma construtora adquirir um terreno, para que assim seja possível identificar se a área real é realmente aquela que consta na matrícula do imóvel. 

Na MRV, por exemplo, os levantamentos para prospecção de terrenos passaram a ser feitos com drones e se tornaram essenciais para a tomada de decisão. Luciana Valadares, gestora de desenvolvimento imobiliário da MRV, conta que no processo anterior, com os levantamentos topográficos sem drones, a empresa tinha dificuldades de reunir todas as informações necessárias sobre os terrenos. 

“Agora [com os drones], nós conseguimos antecipá-las e entender todos os passivos e entraves. Assim, adiantamos informações que poderiam ser conseguidas apenas no momento posterior à compra do terreno, e beneficiamos também as nossas negociações”, explica Luciana.

A análise prévia também possibilita que engenheiros tenham a certeza de que determinado projeto poderá ser realizado naquele terreno. Além disso, ter informações quanto ao relevo da superfície é fundamental para que seja feito um sistema de abastecimento hídrico e de eliminação de esgoto mais eficiente.   

E por fim, na maior parte dos casos, para obter a aprovação de um projeto é necessário ter em mãos um levantamento topográfico da área a ser construída. Portanto, também é importante estar ciente de quais profissionais são habilitados para esse tipo de serviço. Entenda melhor sobre isso logo abaixo!

Quem realiza e como é feito o levantamento topográfico?

Para fazer o levantamento topográfico de uma área, é necessário contratar um profissional topógrafo que seja habilitado pelo CREA (Conselho Regional de Engenharia e Agronomia) e pelo CAU (Conselho de Arquitetura e Urbanismo).

Normalmente, esse profissional possui formação em engenharia ou arquitetura, e presta serviços para uma empresa especializada. Para a realização do levantamento topográfico são utilizados equipamentos específicos, como a estação total, um equipamento eletrônico capaz de medir ângulos e distâncias com alta precisão.  

Além desse aparelho, também são utilizados o prisma, um equipamento que reflete o sinal transmitido pela estação total, e o Sistema GNSS, que é o Sistema Global de Navegação por Satélite, utilizado para determinar coordenadas por meio de dados geoespaciais transmitidos por satélites. 

Por fim, como mencionamos anteriormente, outro equipamento que pode ser utilizado para a execução de um levantamento topográfico são os drones, que conseguem gerar dados topográficos a partir das imagens aéreas.  

Levantamento topográfico com drones

O uso de drones está cada vez mais presente em todas as áreas da engenharia civil, desde o levantamento de dados sobre uma região até o monitoramento da área. Devido ao seu custo acessível, os drones acabam sendo uma opção viável e mais eficiente para as empresas que ainda utilizam técnicas tradicionais de levantamento topográfico.

Assim como explicamos no tópico anterior, a topografia com drones ocorre a partir de imagens aéreas que são capturadas por meio de uma câmera embutida. Em seguida, essas imagens são processadas digitalmente utilizando o recurso de fotogrametria e, ao final do processo, todos os parâmetros topográficos são convertidos com alta precisão.

As vantagens do uso de drones para o levantamento de dados são muitas, em especial quando a área analisada é muito grande. Os drones conseguem capturar regiões extensas em um curto período de tempo e obter resultados ainda mais precisos e padronizados na comparação com os métodos tradicionais. 

"O drone diminui a quantidade de pessoas no local e proporciona ganhos de velocidade e precisão nos levantamentos. O que antes era feito em 3 a 4 dias, agora fazemos em poucos minutos e com uma precisão muito maior”, exemplifica André Jorge de Souza, gestor executivo de projeto e BIM da MRV.

Tal resultado é possível com o uso de plataformas como a da Maply, que traz soluções que vão desde automação de voos para a coleta de imagens, processamento automático e até ferramentas para análise visual e medição dos dados online - que são modelos digitais 2D e 3D altamente precisos gerados em questão de horas, de forma simples e rápida.

Conclusão

Agora que você já sabe o que é levantamento topográfico, quais são os seus tipos e, inclusive, que é possível realizar a análise de um terreno com o uso de drones, aproveite para se aprofundar mais no assunto e entender melhor sobre o processo de aerofotogrametria

Se ficou com alguma dúvida ou deseja saber mais sobre o uso de drones para levantamento topográfico, fale agora mesmo com nossa equipe.

Juntos podemos transformar a coleta de dados mais simples, acessível e eficaz.

Somos entusiastas da transformação digital e trabalhamos para re-significar processos e a coleta de dados em grandes obras, promovendo eficiência, segurança e produtividade.

Pronto para Começar?
Converse conosco e veja como podemos ajudá-lo.
Comece Agora

Navegue por nossa biblioteca de conteúdo e veja como estamos tornando a coleta de dados mais simples, acessível e eficaz.

Documentação

Nossa documentação foi elaborada para orientá-lo nas melhores práticas de operação de captura, processamento e análise dos dados.

Blog

Nossa equipe compartilha as principais novidades do setor, além de artigos, estudos de caso e novas tecnologias.